Para seus clientes poderem usar seus produtos, primeiro eles precisam saber usá-los. E para ter interesse em usá-los, precisam primeiro conhecê-los. Para isso, o vídeo tutorial mostra ao espectador o que é seu produto ao mesmo tempo em que o ensina a usá-lo, por que usá-lo, e como resolverá seu problema.

Começando o vídeo, você tem 8 segundos para engajar seu potencial consumidor

A pessoa média atualmente tem grande dificuldade de se concentrar em algo por mais do que alguns segundos. Para evitar isso, o vídeo animado deve começar de forma chamativa e conquistar seu interesse.

Muitas vezes há o problema do público-alvo não conhecer muito bem o produto: não saber para que serve, como poderia melhorar sua vida, etc. Exatamente por isso, logo após engajar o espectador, deve ser apresentado a ele qual problema seu produto visa solucionar. Às vezes esse problema o afeta sem que ele saiba!

Após mostrar qual problema ele soluciona, mostre como solucioná-lo

Sendo um vídeo tutorial, ele deve ter sua parte tutorial logo em seguida à apresentação do problema, para ensinar o espectador como usar o seu produto para resolvê-lo.

Para isso, você precisa compilar um passo a passo de uso do seu produto, se limitando à sequência básica de passos para resolver o problema:

  1. Selecionar, dentre as funcionalidades do produto, quais são relacionadas a esse objetivo;
  2. Identificar qual a sequência mais simples para chegar no resultado desejado, isto é:
  • A sequência de botões a serem pressionados;A sequência de telas que o consumidor vê;Em que porção da tela ele deve olhar; etc.Seja direto!
  1. Organizar essa sequência em modo cronológico, a partir do estado inicial em que o consumidor encontra o produto. A parte de cadastro, caso tenha, pode ser pulada ou adicionada ao final;
  2. Mostre o produto resolvendo o problema. Mostre ao espectador que ele vai obter o que você está prometendo;
  3. Criar áudio e visual a partir disso.

Ênfase em áudio e visual

Ambos são necessários para manter o espectador preso ao vídeo tutorial e, com isso, ter mais chance de que ele se interesse pelo produto, pois a estimulação dos sentidos o torna mais engajado.

Lembre-se de não prometer mais do que você oferece. É muito pior um consumidor se decepcionar com seu produto do que não se interessar por ele. Resenhas negativas são muito prejudiciais do que a ausência de resenhas.

Seja breve

Como já dito, as pessoas têm dificuldade de prestar atenção. Às vezes também não estão com paciência ou disposição para assistir a um vídeo inteiro. Portanto, o vídeo tutorial deve ser breve: ter no máximo 2 minutos. Entre 60 e 90 segundos é perfeito!

Dê um rumo

Agora que ele sabe o que seu produto faz e como pode melhorar sua vida, ele precisa saber também como chegar a ele. Use o imperativo. Peça para ele pedir uma demo, para entrar em contato, para se cadastrar. Mostre como fazer isso, se for o caso.

Fazer decisões é um processo difícil. Ao terminar o vídeo, ele pode estar indeciso sobre aderir ao produto ou não. Nesse caso, faça a decisão por ele: instrua-o a testar o produto, a entrar em contato. Isso pode fazer com que o consumidor goste ainda mais dele.

E então, quer um vídeo nesse estilo para sua empresa?

Para ter um vídeo tutorial para seu produto, é muito simples:

Entre em contato conosco!

Somos especialistas nisso e faremos um especialmente para seu produto.