O Vídeo “Matou” o PowerPoint?

Sabe aquela seção de pitch super importante?

Aquela que vai trazer investimentos para sua ideia e você preparou a apresentação mais linda da sua vida… e minutos depois de você apresentar alguém chegou com um vídeo e roubou toda a atenção?

Pois é, com o seu uso cada vez mais popular como uma ferramenta de comunicação em conferências, parece que o vídeo está determinado a substituir o PowerPoint como rei das palestras.

Desde a sua concepção em 1990, o software de apresentação onipresente da Microsoft tem sido a salvação de praticamente todos palestrantes, visando apoiar as suas palavras com dados gráficos e slides de conteúdo. No entanto, 24 anos e várias versões mais tarde, estamos realmente testemunhando a ‘morte do PowerPoint’ …?

Calma pessoal, não há dúvida de que os slides tradicionais com aquelas transições bacanas adicionam uma dimensão extra para uma apresentação, que de outra forma seria complexa e maçante. Enquanto estatísticas enormes, relatórios mirabolantes e processos complexos precisam ser explicados, o PowerPoint reinou absoluto por muitos anos. Sua relativa simplicidade e modelos prontinhos gerados em segundos, nos ajudam a evitar o trabalhar de nossos músculos criativos.

No entanto, com uma capacidade fantástica de transmitir emoção através de sons e imagens e encantar qualquer um, o vídeo animado chegou para ser o novo rei do segmento. Naturalmente, como qualquer forma de comunicação profissional, a entrega de conteúdo através de vídeo ou animação tem um preço. O querido PowerPoint continua com sua capacidade de criar apresentações sob medida com relativa facilidade; por outro lado, a criação de apresentações em vídeos e animações (que deixam qualquer um com vontade de assistir sua apresentação até o final) na maior parte, deve ser deixada para os profissionais.

A boa notícia é: O custo do vídeo produzido profissionalmente tem reduzido muito nos últimos anos. Graças à avanços na tecnologia digital e funcionalidades online, tanto a velocidade de produção quanto a flexibilidade do meio como uma ferramenta de comunicação têm aumentado dramaticamente. Esses vídeos tem capacidade de trazer emoção, despertar lealdade, confiança e motivação, e isso sempre irá triunfar mediante nossos queridos slides.

Em termos de que tipo de conteúdo pode ser usado através de vídeo, alguns bons exemplos são os vídeos de depoimentos de clientes e fornecedores, trazendo o verdadeiro feedback em sua melhor forma. A mistura de texto animado e gráficos, os famosos infográficos, são uma poderosa ferramenta em animações, dando vida a uma serie de mensagens baseadas em texto. Criando impacto e aprimorando a percepção da audiência.

Enfim, quanto tempo de vida tem o slide-show tradicional? Bom essa resposta será vista em breve. O que podemos dizer é seja em slides tradicionais ou um vídeo bem elaborado, sua apresentação precisa ter um bom apelo visual. Claro que de nada serve gravar um vídeo de você falando durante 10 minutos, sendo que fazer isso ao vivo é muito mais receptivo. A reação do público será igualmente negativa em caso de uma apresentação inteira ser elaborada em um slide-show mal estruturado. Tipo aquela do seu professor na faculdade lembra?

Resumindo, o público vai sempre procurar ser inspirado, motivado e bem informado na sua apresentação. Na busca pela apresentação perfeita, um palestrante bem preparado deve sempre ter o apoio de um conteúdo que trará emoção e se conectará visualmente com a plateia. Faça isso e você conseguirá envolver até mesmo o mais frio dos públicos.

Qual é a sua opinião sobre o assunto? PowerPoint reinará para sempre ou andará de mãos dadas com o vídeo?

Sucesso!! 😀

  • Excelente daniel! Um vídeo é um conteúdo que sempre faz a diferença em pitchs de startups. O powerpoint ainda é uma ferramenta importante, mas o vídeo é o seu melhor parceiro.